domingo, 18 de noviembre de 2012

Bogotá, en portuñol


No ano de 2008 tive a oportunidade de viver uma experiência incrível, passar seis meses em outro país, Colômbia, onde aprendi uma língua nova e conheci uma cultura diferente da minha. O que eu não imaginava era que essa viagem ia me proporcionar coisas muito maiores. Viajei em Abril para Bogotá, capital da Colômbia, onde vivi durante esse período na casa de uma tia, junto com sua família. Fazia mais de oito anos que não tinha contato com eles, e me surpreendi como, em pouco tempo, conseguir construir um enorme carinho mesmo depois de tanto tempo distante. 

Me receberam super bem e me acolheram de um jeito que me sentir totalmente em casa.  Fiz o meu curso de espanhol em La Nacho, Universidad Nacional de Colombia, onde tive a chance de conhecer pessoas maravilhosas (que até hoje mantenho contato) de vários lugares do mundo e que estavam na mesma situação que a minha: em um lugar completamente novo, aprendendo uma lingua nova e tendo vivencias enriquecedoras. Na universidade eles além do curso de espanhol, eles ofereciam aulas de danças para estrangeiros, o que era muito divertido. 

Aprendemos a danças salsa, merengue, vallenato, cumbia e reggaeton. Tenho que admitir que no começo me pareceu um pouco difícil aprender uma nova língua, é meio frustrante não conseguir se expressar e comunicar-se da maneira que gostaria. Mas tudo faz parte de um processo prazeroso, sendo bastante gratificante no final – depois que conseguir entender piadas, foi que percebi que já tinha um domínio da língua. Com minha família fiz passeios incríveis, a cidade é fascinante, com um clima bem gostoso e pessoas maravilhosas. Conheci vários lugares - Monserrate, Zipaquirá (Catedral de Sal), Jardim Botânico, La Candelaria, museus, bibliotecas, paques, lagos. 

Além de outras cidezinhas: Mesitas e Sogamoso. Todos foram passeios encantadores. A comida era um pouco diferente, mas todas muy ricas. Experimentei varias frutas exóticas e pratos típicos como bandeja paisa, oblea, arepa, empanadas. Além disso, eles gostavam bastante de arroz, sopa e milho e tomavam muito café. Era impressionante como me deixava fascinada aquelas cordilheiras em volta de toda a cidade...

Essa viagem me deu a possibilidade de enxergar a realidade de outra forma. Conhecer a cultura do “outro”, tendo contato direto com seus costumes e valores, repleta de novas informações que ajudaram a crescer bastante como ser humano. A troca de experiência, de conhecimento e vivências, disfrutando de cada momento inovador é totalmente gratificante.

____
Después de muchos años Marilia, mi prima, escribió sobre Bogotá.

No hay comentarios:

Publicar un comentario